Parceiros Instituições

A EXOSS possui parceiros desde o início de suas atividades, com instituições na área de pesquisa científica. São parcerias PRO-AM, unindo profissionais, professores e especialistas com os cidadãos cientistas.

PARCERIA MASTEROBSERVATÓRIO NACIONAL – ON

A EXOSS CITIZEN SCIENCE iniciou uma parceria com o OBSERVATÓRIO NACIONAL, com a finalidade de fortalecer o estudo de meteoros com metodologia científica, para o conhecimento da natureza desses corpos, origem e caracterização de suas órbitas. Esta parceria é uma iniciativa inovadora, que tem a participação do “cidadão cientista” gerando dados para estudos desenvolvidos por um instituto de pesquisa. Estamos assim atingindo um dos nossos objetivos, que é colaborar com instituições de ensino e pesquisas para geração e divulgação de conhecimentos para a sociedade. O coordenador da EXOSS, Marcelo De Cicco, será o responsável pelo uso dos dados gerados pela Rede no âmbito da parceria com o ON, que tem a coordenação científica da Dra. Daniela Lazzaro (COAA-ON).

A parceria com o ON engloba também a R-OASI (Rede Observatório Astronômico do Sertão de Itaparica) com a estação Impacton em Itacuruba e demais estações parceiras em instituições de ensino ligadas à R-OASI.


CAMS – SETI

Cameras for Allsky Meteor Surveillance (CAMS) – SETI Institute tem uma parceria com a Exoss através de uma colaboração de dados entre as duas redes de monitoramento de meteoros.

 


NASA FDL

Nasa Frontier Development Lab é um programa de aceleração de pesquisa da NASA no Instituto SETI, liderado por James Parr e Bill Diamond e apoiado pela NVidia e pela IBM, entre outros, que se propôs a usar técnicas de inteligência artificial para automatizar o fluxo e e redução de dados CAMS, onde a Exoss participa através do seu coordenador.

 

 


AMS AMERICAN METEOR SOCIETY

The American Meteoor Society iniciou parceria com a rede em julho de 2015 na ferramenta REPORT A FIREBALL, cuja tradução em português foi feita pela Exoss, visando popularizar no Brasil os relatos de avistamentos de bólidos.

 


IMO – INTERNATIONAL METEOR ORGANIZATION

A IMO International Meteor Organization tem parceria com a Exoss através da ferramenta REPORT A FIREBALL, bem como a participação de associados da rede como membros da IMO desde 2015.


PARCEIROS COM ESTAÇÕES DE MONITORAMENTO EXOSS

OMCJN – OBSERVATÓRIO MUNICIPAL DE CAMPINAS JEAN NICOLINI

O OMC é o primeiro observatório do Brasil a associar-se a Exoss, atualmente com uma central de monitoramento de 6 câmeras com grande área de cobertura do interior de São Paulo.

 


UNIVAP – UNIVERSIDADE VALE DO PARAIBA

A Univap foi a primeira instituição privada de ensino a associar-se a Exoss, através do observatório localizado na unidade de São Jose dos Campos-SP.

 


GOA – UFES

O Goa Gaturamo Observatório Astronômico, localizado na unidade da UFES Universidade Federal do Espírito Santo em Vitória, é o terceiro observatório do sudeste a associar-se à Exoss.

 


UFMS – CCS CASA DA CIÊNCIA

A Universidade Federal do Mato Grosso do Sul é a primeira parceira Exoss no Centro-Oeste através da estação ativa na Casa da Ciência, com o trabalho voluntário dos alunos da instituição.

 


OV – OBSERVATÓRIO DO VALONGO

O Observatório do Valongo, ligado a UFRJ Universidade Federal do Rio de Janeiro é o quarto observatório do sudeste a associar-se a Exoss.

 

 


ESCOLA E.M. AGOSTINHO NERES PORTELA

A estação SOBRAL METEOR STATION – de Sobral-CE é a primeira parceria com uma escola de ensino médio pública da rede Exoss, visando disseminar o conhecimento para os alunos e professores numa metodologia inovadora.

 


ESTAÇÃO POLO ASTRONÔMICO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU – PTI

O observatório do PTI é o primeiro da região sul do Brasil a associar-se a rede Exoss, com uma estação dentro do polo de ciências desenvolvido pela Fundação.

 


A próxima instituição pode ser a sua! A ciência cidadã agradece!

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments