Telescópio Unistellar eVscope faz registros do asteroide Florence

Durante a maior aproximação do asteroide Florence no dia 01 de setembro de 2017, a Unistellar realizou observações usando o recurso de detecção de campo autônomo do telescópio eVscope (ADF) com facilidade e com excelentes imagens após apenas 3 minutos de observação.

evscope
Observação de três minutos do asteróide (3122) Florença vista na ocular do protótipo eVscope. Crédito: Unistellar

O asteroide foi escolhido para observação para testar os recursos do moderno telescópio num local próximo a San Francisco, Califórnia, com o NEA em magnitude visível de aproximadamente 8.

Usando coordenadas previamente descritas num mapa, o AFD foi ativado usando instruções fornecidas na ocular, com coordenadas em tempo real do asteroide, fazendo reconhecimento das estrelas visíveis e com 5 minutos já começaram a coletar os dados usando a capacidade aprimorada do eVscope, tendo o Florence se movimentando entre as estrelas.

Telescópio Unistellar eVscope

evscope 1
eVscope Unistellar

Este foi o segundo registro de asteroide feito no período de testes do eVscope, que promete ser o melhor telescópio para observações para astrônomos amadores.

No futuro, as imagens de asteroides registradas pelos proprietários dos telescópios Unistellar serão armazenadas em um banco de dados do Instituto SETI, onde estarão disponíveis para uso por astrônomos, cientistas e amadores. Nosso objetivo é dar aos especialistas e aos leigos a capacidade de extrair informações valiosas sobre asteroides, incluindo sua órbita, tamanho aproximado e período de rotação.

Isso é crucial porque a caracterização precoce nos ajudará a determinar se um asteroide pode ameaçar a vida na Terra – e nos dar tempo para evitar uma catástrofe, lançando uma missão para desviá-la. Este não é apenas um sonho: a equipe Unistellar participou da conferência da Defesa Planetária em Tóquio, Japão, em maio de 2017, para apresentar o projeto e conhecer outros cientistas envolvidos nesta pesquisa.

O principal objetivo é tão simples quanto crucial: dê aos usuários do eVscope a capacidade de observar o céu noturno como nunca antes – enquanto eles contribuem para a ciência e para a defesa do nosso planeta e de todos os seres vivos nele.

Com informações do Phy.org e Unistellar

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Gostou deste post? Ficaremos felizes com seu comentário