Exoss registra meteoros simultâneos pela terceira vez

Anteriormente noticiamos um fato raro nos estudos de meteoros utilizando vídeo observação; a detecção de múltiplos meteoros oriundos do mesmo ponto do céu (clique aqui e aqui para ver as outras ocasiões)

Nesta última noite duas estações situadas no sul do país também registraram meteoros simultâneos, em uma delas os dados são passíveis de análise por ter sido registrado em uma área útil da câmera, no segundo caso a sua detecção foi no limite de campo visual do sensor o que impossibilita análise mais apurada.

O registro a seguir foi feito no Rio Grande do Sul (associado José Eduardo da cidade de Alegrete), sua câmera obteve um registro privilegiado de toda a trajetória de ambos meteoros.

Estação JCN1 imagem mostrando duas trajetórias

Frames finas do vídeo extraído da captura, dois meteoros oriundos do mesmo ponto do céu
Trajetória final com rastro persistente e estrela tênue em evidência

Outra estação que também registrou o que possivelmente trata-se de um meteoro duplo foi RRM1 situada em Santa Catarina (associado Rafael Maciel da cidade de Turvo)

Trajetória inicial de possíveis dois meteoros no limite do sensor

A incidência de múltiplos registros está se tornando mais frequentes em nossas estações.

Em épocas de chuva de meteoros é possível tais registros com maior frequência. A seguir um vídeo de meteoros simultâneos, registro em tape no Japão da chuva Leonids em 2001.

Edição: Eduardo P. Santiago

O projeto Exoss Ciência Cidadã é uma rede colaborativa com a participação de universidades e institutos de pesquisa no Brasil e no exterior, e com voluntários cidadãos como você, que também pode participar e ajudar a ciência brasileira.

Compartilhe esta notícia para seus amigos e ajude o projeto!

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *