Brasil também tem monitoramento de asteroides

Você sabia que o Brasil participa de um esforço internacional para levantamento de objetos que fazem rasantes a Terra e que possam apresentar algum risco de colisão?

Brasil também tem monitoramento de asteroides

Trata-se do projeto IMPACTON (Iniciativa de Mapeamento e Pesquisa de Asteroides nas Cercanias da Terra no Observatório Nacional), que utiliza o segundo maior observatório brasileiro, para rotineiramente monitorar e mapear asteroides nas proximidades de nosso planeta:

O OASI – Observatório Astronômico do Sertão de Itaparica – PE, localizado no município de Itacuruba

Já estão programados dois monitoramentos de asteroides rasantes:

  • Um NEO de 2006SR131, de 11 metros diâmetro, passará  a uma distância aproximada de 153 mil quilômetros de nós, do dia 23 de setembro de 2017.
  • 2012TC4 , um asteroide de 19 metros, passará a 38.400 quilômetros da Terra, cerca de um décimo da distância entre a Terra e a Lua, no dia 12 de outubro de 2017.

Saiba mais

O Impacton é um parceiro institucional da Exoss, mantendo ativa uma estação de monitoramento de meteoros em suas instalações, sendo operada remotamente do Rio de Janeiro e fazendo duplo pareamento com as estações de Alagoas.

Fonte: ON

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

%d blogueiros gostam disto: