Atividade da Chuva de Meteoros Lyrids 2018

A chuva de meteoros Lyrids se originou de detritos do cometa C/1861 G1Tatcher. Esse cometa tem um longo período, porém só existe um único registro de passagem dele próximo a Terra e sua órbita é de 415 anos em torno do Sol. Essa chuva recebeu o nome de Lyrids por estar localizada na constelação de Lira, situada no hemisfério celestial norte e é representada por um instrumento musical que quando tocado encanta até os animais selvagens. A chuva parecerá emergir próxima à Vega, umas das estrelas mais brilhantes do céu neste período do ano.

ATIVIDADE DA CHUVA DE METEOROS LYRIDS PARA 2018

A Chuva de Meteoros Lyrids entrará em atividade no dia 14 de abril e se estenderá até o dia 30 do mesmo mês, com máximo no dia 22 de abril. Para essa chuva a lua contribuirá muito, pois ela se põe às 23:17 (horário de Brasília). Nesse horário Lira só estará no céu para quem mora próximo a Linha do Equador. É recomendável que você se distancie o máximo de luzes artificiais, para melhor visualizar os meteoros.

Estima-se que a velocidade dos meteoros desta chuva será de 49 km/s. Estes meteoros são menos brilhantes, contudo alguns meteoros podem produzir bolas de fogo (fireballs), isso faz com que quando passem pelo céu deixem um efeito luminoso mais intenso.

A taxa horária zenital, é estimada em 18 meteoros por hora, considerando dados do hemisfério norte. Para o hemisfério sul esta taxa pode ser menor. Entretanto, estudos desenvolvidos pelo projeto Exoss Ciência Cidadã, com as instituições de pesquisa parceiras no Brasil e em parceria com a CAMS Nasa, poderemos no futuro projetar as taxas de meteoros para o hemisfério sul com a colaboração de dados entre o projeto e outras estações de monitoramento localizadas no hemisfério sul como a Nova Zelândia, Africa do Sul, dentre outras.

O melhor horário para ver a chuva Lyrids é entre 3 e 5 da manhã de domingo (horário de Brasília) 22 de abril quando o radiante estará mais elevado. Será visível em todo o Brasil, com melhor visibilidade para o norte e nordeste do país.

Fontes: ExossCalendário , IMO

Edição: Thaissa Martins Lima. Integrante do Clube de Astronomia Mochileiros da Galáxia – CAMG e  equipe da SMS Sobral Meteor Station.

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Gostou deste post? Ficaremos felizes com seu comentário