A chuva de meteoros campeã no Brasil é…….

12113123_890468781037380_1181097064_oOs principais radiantes observados na Exoss por todas as estações desde o início de suas atividades estão nesta imagem acima. Muita atenção é dada para os chuveiros mais ativos no hemisfério norte, entretanto, nossas capturas demonstram que devemos também nos atentar para os radiantes mais ativos no hemisfério sul.

Veja também: os radiantes que estão em 5º lugar4o. lugar, 3º lugar e o vice.

Apresentaremos a série TOP5 de capturas de meteoros da rede EXOSS. E na série em 1º lugar em observações de meteoros analisados, temos o seguinte radiante conhecido:

SOUTH DELTA AQUARIIDS (CÓDIGO IAU Nº5)

A South Delta Aquariids possuem uma duração que se estende de 15 de julho a 25 de agosto.

HISTÓRICO DO RADIANTE

A atividade foi notado pela primeira vez a partir da região do Delta Aquarids em 1870, quando GL Tupman (Mar Mediterrâneo) plotando 65 meteoros durante 27 de julho a 6 de agosto. Tupman encontrou o radiante por ter constantemente transferida durante o período de observação, com a posição inicial em RA = 340 °, dezembro = -14 °, e terminando no RA = 333 °, Dec = -16 °. Embora o movimento parece para trás em relação ao movimento para leste, normal do radiantes meteoritos, o Autor considera que o antigo radiante representa o verdadeiro Delta Aquaridas do Sul, enquanto que o último radiante é ou uma combinação de ambos os fluxos de sul e norte ou um conglomerado de vários fluxos dentro do complexo Aquarid-Capricornid. Na sequência da descoberta de Tupman, a região tornou-se bem estudado por outros, com WF Denning listando pelo menos de 20 observações adicionais por observadores experientes durante o resto do século 19

O corpo parental é do “Marsden group”. Marsden group é uma classe de cometas com aproximações extremas ao Sol em seu periélio; conhecidos como sungrazing. O radiante Southern Delta Aquarids não tem um corpo parental definido; mas é sabido que os cometas pertencentes a esta classe indicada são os que originam seus detritos. Na imagem abaixo temos o exemplo de um cometa pertencente a esta classe de cometas “Marsden group”. Cometa sungrazing pertecente a “Marsden group”: Cometa 96P/Machhols.(JENNISKENS, Peter. Meteor Showers and Their Parent Comets. 2008, p. 435)

cometM

PICO DE ATIVIDADE

A South Delta Aquariids (SDA) são ativos no período de 15 de julho a 25 de agosto. O pico de atividade atualmente ocorre em 27 de julho. A taxa horária máxima normalmente atinge 20 meteoros. A Delta Aquarids são melhor vistos por observadores do Hemisfério Sul, tanto por causa da altitude e radiante superior bem porque é inverno, com céus mais limpos.

delta_aquaridssouth
Fonte: Gary Kronk – Meteor Showers Online

OBSERVAÇÕES FEITAS PELA REDE EXOSS

SDA04

Neste gráfico – Meteors by day – apresentamos o número de meteoros por dia capturados por todas as estações EXOSS. É possível identificar o perído de maior intensidade de capturas da chuva SDA entre 27/07 e 08/08, alcançado o maior número de meteoros registrados no dia no dia 03/08. Conforme mencionado, a máxima atividade ocorre no dia 27/07, observamos no gráfico que o valor registrado é inferior a outras datas antes e após o pico. Devemos destacar que esse valor não corresponde a taxa horária zenital (THZ) e sim o número registrado, levando em consideração o número de câmeras ligadas em cada dia, localização e área de cobertura de cada estação.

SDA11Neste segundo gráfico – Summary Incidence x Station, a distribuição das capturas por estação EXOSS por data.

M20150811_064639_ITU_2P

Nesta imagem, o registro de uma captura realizada na estação ITU-SP de um SDA. M20150812_060449_CFB_1P

Nesta imagem, o registro de uma captura realizada na estação CFB-RJ de um SDA. M20150816_024145_SJU_2P

Nesta imagem, o registro de uma captura realizada na estação SJU-RJ de um SDA.

A seguir a lista das principais chuvas de meteoros para o hemisfério sul, com o período de atividade e data de pico, com a taxa de meteoros por hora e a localização no céu.

chuva do sul
Disponível no site da Royal Astronomical Society of New Zealand

Pesquisa: Eduardo P. Santiago, Diego di Bastiani  Gráficos: Marco Mastria via banco de dados Exoss

Referências:
 1. Astro.amu.edu 
 2. Meteor Showers and Their Parental Comets
 3. Harvard.edu  
 4. Nasa Movie comets
 5. Nasa
 6. Meteors Showers

exoss wsw 2015

Este post é parte do evento Semana Mundial do Espaço 2015. #WSW15

Acompanhe as atividades da EXOSS através de nosso site live.exoss.org e em nossas mídias sociais.



Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Gostou deste post? Ficaremos felizes com seu comentário