Imagens do cometa SWAN a partir do Brasil

Havia grande expectativa de ver no Brasil o cometa Atlas, mas infelizmente o cometa começou a se fragmentar e desaparecer lentamente.

Mas eis que é descoberto em 13 de abril de 2020 um novo cometa  pelo astrônomo amador Michael Mattiazzo a partir da Austrália, nomeado como SWAN C/2020 F8 e está atualmente alegrando a vida de muitos astrônomos do Hemisfério Sul.

Espera-se que o cometa SWAN (C / 2020 F8) atinja a visibilidade a olho nu em meados de maio, no leste, ao amanhecer. No dia 13 de abril, apresenta um coma brilhante e denso e uma ponta de cauda.

O cometa está sendo observado no céu do hemisfério sul, a 1,77 UAs. Atualmente, tem uma magnitude aparente de +8, e está na constelação do Escultor. Sua máxima aproximação com a Terra será em 13 de maio e ocorrerá a pouco mais de 83 milhões de quilômetros. O cometa atingirá seu periélio, o ponto mais próximo de sua órbita ao redor do Sol, em 27 de maio. A frente permanece a questão, é claro, do que exatamente está sendo observado no caso do SWAN.

REGISTROS DO COMETA SWAN NO BRASIL

O nosso associado Robert Magno fez um belo registro do cometa em 16 de abril de 2020 a partir de Chapecó-SC.

  • Início: 5:28
  • Término: 5:51
  • 40 frames de 30s em ISO800
  • 25 frames de calibração
  • Equipamento: Câmera Sony Nex3 mod, Telescópio GSO 254mm
  • Efemérides: http://astro.vanbuitenen.nl/comet/2020F8 – acessado em 16/04/2020
  • Coordenadas Equatoriais topocêntricas no início da captura – AR 23h08min27s; DEC -34°31’07”

O astrofotógrafo Luiz R. Silveira, a partir de Joinville-SC, também fez registro no Brasil do cometa mas na madrugada de 15 de abril de 2020.

Há também o registro de Luiz Reck Araujo na cidade de Pelotas-RS no dia 12 de abril de 2020.

Estes astrônomos amadores, Luiz Reck Araujo, Luiz R. Silveira e Robert Magno, provavelmente, foram os primeiros a registrá-lo em solo brasileiro.

QUANDO OBSERVAR O COMETA SWAN?

Será visível próximo ao horizonte nas horas anteriores ao nascer do sol. Se as previsões forem cumpridas, não estaremos diante de um cometa extremamente brilhante, longe dele, mas valerá a pena observar. Em 1º de maio, ele poderá ser visto a olho nu, de céus com pouca poluição luminosa. Em 17 de maio, poderia atingir seu brilho máximo, pairando em torno da magnitude aparente +4.

A curva de luz projetada para o cometa F8 SWAN. Crédito: Adaptado das informações semanais de Seiichi Yoshida sobre os cometas brilhantes. Universe Today

Nesse caso, seria visível a olho nu em grande parte do mundo, embora fosse difícil observá-lo em locais com muita poluição luminosa. Resta ver se essas previsões são mantidas. Se eles forem cumpridos, não estaremos diante de um cometa tão brilhante quanto o ATLAS poderia ter sido (nos casos mais otimistas), mas seria uma boa desculpa para observar o céu.

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

2 thoughts on “Imagens do cometa SWAN a partir do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *