Resultados da ferramenta Relato de Bólidos 2015 – parte 1

Brasil se consagra como terceiro polo mundial em quantidade de relatos para IMO em 2015

Quer saber o quanto os brasileiros são colaboradores na ciência cidadã? A imagem abaixo mostra o volume de relatos à International Meteor Organization – IMO  a partir de 2005 com a coleta, catalogação e armazenamento de dados pela entidade, considerando porém que há uma base de dados de observações de bólidos através do Fireball Data Center desde 1993.

Embora o gráfico abaixo mostre o volume total em 10 anos de relatos de meteoros por todo o mundo, o Brasil em apenas 5 meses se tornou um dos grandes colaboradores do projeto, fruto de uma parceria internacional entre a American Meteor Society – AMS e a International Meteor Organization – IMO, com a colaboração da Exoss. Veja histórico aqui.

Algumas redes de estudos de meteoros pelo mundo possuem seus próprios mecanismos de registros dos relatos e por vezes não geram colaboração direta com o sistema da IMO. A Exoss, porém, incentiva que tais relatos façam parte desse repositório a nível mundial. A versão da página em Português do Brasil estava disponível um ano antes, mas problemas operacionais e de infraestrutura não permitiram sua veiculação. Somente após a parceria com a Exoss é que a prioridade de divulgação da ferramenta tornou-se realidade e deu inicio assim no país.

O conceito de ciência cidadã é posto em prática uma vez que qualquer pessoa em qualquer lugar pode presenciar a passagem de um fireball ou bólido e de forma rápida, simples e divertida colaborar com astrônomos no mundo inteiro, reportando seu avistamento.

1Brasil se destaca como maior originador de relatos de meteoros junto a IMO do hemisfério sul terrestre e se mantém em 3º no mundo em menos de 6 meses de lançamento da ferramenta em sua tradução para Português do Brasil – clique para ampliar

Foram 44 eventos de meteoros até o encerramento do ano de 2015. Estes eventos foram criados a partir de 189 relatos de testemunhas.

Quando várias pessoas presenciam um bólido ou fireball, seus relatos são cadastrados no sistema e a partir do cruzamento das informações como data, hora e local, são consolidados em um ou mais eventos. Portanto, se em algum lugar 20 pessoas presenciarem um grande meteoro e realizarem o cadastro na ferramenta de bólidos, iremos obter um único evento presenciado por 20 pessoas. Quando somente uma pessoa presencia tal evento o sistema também gera o evento com uma única testemunha. Todos os relatos originados da ferramenta bolido.exoss.org são validados pela AMS e IMO sendo que todos eles recebem acompanhamento da Exoss.2

Relação total de relatos de meteoros no ano de 2015 no Brasil – clique para ampliar

A seguir temos alguns dos maiores eventos relatados mundialmente no ano de 2015 e a participação brasileira não deixou a desejar, já que figuramos como um dos países com eventos com maior número de testemunhas e relatos.3

Alguns dos eventos de grande repercussão em 2015, Brasil figurando com um dos mais importantes dado a sua localização geográfica no hemisfério sul – clique para ampliar

O associado Eduardo Placido Santiago entrevistou o desenvolvedor da ferramenta. Para Mike Hankey gerente de operações da American Meteor Society o papel desempenhado pela ferramenta em sua versão para o Português do Brasil disponibilizado pela Exoss foi muito satisfatório. A tradução da entrevista está no final deste post.

Eduardo Santiago: Since the creation of the tool, which was the best year of data collection ? 

Mike Hankey: The last 3 years have been pretty close to each other but incrementally got bigger each year. 2015 was biggest year yet.

Eduardo Santiago: How do you see the participation of Brazil on Fireball Report Project?

Mike Hankey: IMO and Brazil additions definetely helped. Brazil has been one of largest countries outside of United States, so its going really great!

Eduardo Santiago: There will be news and updates to the tool report fireball ? 

Mike Hankey: We are working lots this year on the IMO website and new meteor observing tools. Might make some changes to fireball too, but most of these were rolled out at the end of 2015. We now have trajectory info on line.

No próximo artigo veremos detalhadamente como foram os 3 maiores eventos testemunhados no Brasil em 2015 bem como saber de alguns usuários que utilizaram a ferramenta bólido.exoss.org sobre a importância desempenhada na astronomia nacional.

4Mike Hankey é desenvolvedor de software, empresário, astrônomo amador, astrofotógrafo, observador de meteoros e caçador de meteoritos. O entusiasmo de Mike por meteoros o levou a American Meteor Society, onde ele ofereceu os serviços de sua empresa de desenvolvimento desoftware para redesenhar o site da AMS e a ferramentade relatos de bólidos. Em 2011 foi premiado pela sociedade C.P. Olivier por seu trabalho. Em 2012, Mike foi promovido à função de Gerente de Operações da AMS. Mike e sua empresa continuam a manter e melhorar o site da AMS e a ferramenta de relatos de bólidos. Você pode ver o trabalho de fotografia de Mike e ler mais de seus posts em seu blog astronomia: MikesAstroPhotos.com . Mike pode ser contatado aqui.

Tradução da entrevista com Mike Hankey

Eduardo Santiago: Desde a criação da ferramenta, qual foi o melhor ano de coleta de dados?
Mike Hankey: Os últimos 3 anos têm ficado próximos uns dos outros, mas há um incremento a cada ano. 2015 ainda é o melhor ano.
Eduardo Santiago: Como você vê a participação do Brasil no projeto de Reportar Bólidos?
Mike Hankey: A adição do Brasil na IMO certamente ajudou. O Brasil tem sido um dos maiores países fora dos Estados Unidos. Então, está sendo ótimo!
Eduardo Santiago: Haverá novidades e atualizações para a ferramenta de reportar bólidos?
Mike Hankey: Nós estamos trabalhando muito nesse ano no site da IMO e em novas ferramentas de observação de meteoro. Pode haver mudanças em relação aos bólidos, mas a maioria delas foram lançadas no final de 2015. Agora nós temos informações online de trajetória.

Referências: 
imo.net
amsmeteors.org
bolido.exoss.org

Edição: Eduardo Santiago

Tradução: Natan Contão

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Gostou deste post? Ficaremos felizes com seu comentário