A primeira confirmação deste ano de um meteoro do Cometa Halley nos céus do Rio de Janeiro

Todos os anos o planeta Terra atravessa por duas vezes os detritos das ultimas passagens do cometa Halley, sempre nos meses de  abril até maio, e no segundo semestre no mês de outubro, conhecidas como as chuvas eta-Aquariids e Orionids, respectivamente.

Na madrugada de 03 de maio passado, por volta das 4:19 hs, 3 câmeras do projeto exoss.org, pertencentes aos associados Eduardo P. SantiagoJohnne Oliveira e outra do Observatório Nacional,  as duas primeiras  na cidade de São Sebastião, em São Paulo,  esta última na cidade do Rio de Janeiro fizeram o registro em vídeo, cada uma delas, do mesmo meteoro.

Após análises e determinação de órbita confirmou-se que sua origem é da chuva eta-Aquariids, portanto um detrito destacado de passagens antigas do cometa Halley, em seu caminho secular periódico em torno do Sol. Para este cálculo  foi usada como base a estação do Observatório Nacional, possibilitando a estimativa de velocidade de entrada, caminho percorrido , além de outras propriedades dinâmicas.

O vídeo abaixo mostram o momento do registro do meteoro, originado do cometa Halley.

ANÁLISE DO METEORO

O meteoro iluminou-se a uma altura de cerca de 110 km , atingindo a magnitude visual de cerca de  -1.0 (comparável a estrela Sirius), portanto  bastante visível nos céus da cidade do Rio de Janeiro. De massa estimada em torno de alguma microgramas, atingiu uma velocidade média de 64 km/seg, típica de  meteoroides originadas desta chuva, sendo completamente desintegrado ao fim de sua trajetória luminosa.

Abaixo mostramos os gráficos da posição das estações exoss, na hora da captura:

As figuras acima mostram  em amarelo a trajetória estimada do meteoro, que percorreu cerca de 36 quilômetros em menos de 0.6 segundos.  As letras representam as posições das estações de monitoramento do projeto exoss, na região sudeste do País.

Nesta imagem podemos ver o meteoro da eta-Aquariids em sua plena magnificência, cortando os céus da região sudeste.

ÓRBITA DO METEORO

A seguir, o diagrama da orbita estimada do meteoro ( em linha pontilhada, no formato de elipse), ao centro , em amarelo, o Sol,  o ponto azul representa a posição da Terra,  laranja o planeta Vênus e o vermelho a posição do planeta Marte.

É bom frisar que a chuva eta-Aquariids ocorre sempre no período de 19 de abril a 19 de maio, sendo que este ano seu pico de atividade máxima será na madrugada do dia 6 de maio. Vale a conferida desse belo espetáculo do cometa Halley!

Maiores detalhes podem ser lidos no seguinte link.

SOBRE O PROJETO EXOSS

O projeto Exoss é uma organização colaborativa Citizen Science, que atua em conjunto com várias instituições científicas, voltada para o estudo de meteoros e bólidos, suas origens, naturezas e caracterização de suas órbitas.

Edição: Marcelo De Cicco

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

%d blogueiros gostam disto: