Oposição de Vesta em 2018: sua melhor chance de ver a olho nú

Em junho, um potencial objeto que poderá ser visto a olho nú e que provavelmente você nunca viu: O asteroide (4) Vesta.

Vesta estará em oposição na noite de 19 de junho e atingirá a magnitude de 5,3. Esta oposição será a mais favorável desde 1989 e somente teremos outra oportunidade como esta em maio de 2036. Orbitando o Sol a cada 3,6 anos, em 2018 Vesta chegará a distância de 1,14 UA.

Vesta é o único asteroide possível de ser visto a olho desarmado, por ser o mais brilhante do integrante do cinturão principal. A visibilidade está condicionada a um local de observação bastante escuro, fazendo-se necessário também um bom conhecimento de sua posição e das estrelas fixas da região. Observar Vesta não será tarefa fácil, pois transita por uma região bastante estrelada no plano da Via Láctea, tornando-se um alvo desafiador. 

COMO OBSERVAR A OPOSIÇÃO DE VESTA EM 2018? SUA MELHOR CHANCE DE OBSERVAR A OLHO NÚ

O asteroide se encontra no início de junho na constelação de Sagitário a cerca de 5° a noroeste da estrela Mu Sagittarri de magnitude 3,8. Binóculos e telescópios podem trazer o desafio para céus urbanos e suburbanos, sendo possível traçar sua trajetória noite após noite. Observando as estrelas fixas na região, o movimento de 0,5° de noite para outra evidenciará a presença de Vesta. Utilizando-se um telescópio com aberturas acima de 10 polegadas, é possível perceber um disco alongado, em ampliações maiores. Na oposição o tamanho aparente de Vesta será de 0,7 arco segundos, 1/3 do tamanho de Netuno quando da melhor condição de observação.

Vesta foi descoberto na noite de 29 de março de 1807 pelo caçador de asteroides Heinrich Olber. No ano de 2007 o telescópio espacial Hubble nos deu a primeira imagem borrada de Vesta e em 2011 a sonda Dawn da NASA efetuou registros de alta qualidade de Vesta, ela orbitou o asteroide por pouco mais de um ano

TOUR VIRTUAL EM VESTA

Você também pode fazer um tour virtual ao asteroide Vesta através de um aplicativo online criado pela Nasa a partir das imagens da sonda Dawn.

Acesse: https://vestatrek.jpl.nasa.gov/vesta/

VestaTrek visualiza toneladas de dados reunidos a partir de vários instrumentos a bordo do Dawn, o aplicativo desenvolvido pelo Projeto Lunar de Mapeamento e Modelagem da NASA, incluindo:

  • Mapas interativos com diferentes camadas de conjuntos de dados, incluindo topografia, mineralogia, abundância de elementos e geologia.
  • Topografia de impressora 3D exportável para que você possa imprimir seu próprio modelo físico da superfície da Vesta.
  • Controles de teclado padrão para voar pela superfície do asteroide em uma visão em primeira pessoa. 

Edição: Robert Magno

Com informações de Universe Today

O projeto Exoss Ciência Cidadã é uma rede colaborativa com a participação de universidades e institutos de pesquisa no Brasil e no exterior, e com voluntários cidadãos como você, que também pode participar e ajudar a ciência brasileira.

Compartilhe esta notícia para seus amigos e ajude o projeto!

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Gostou deste post? Ficaremos felizes com seu comentário