Observação de NEOS – Near Earth Objects – Boletim setembro 2018

Introdução

Se você é um amante da astronomia (e se encontra no hemisfério sul do planeta Terra) já deve ter percebido que a constelação de Órion já pode ser observada em todo seu esplendor, e isso se torna em um grande lembrete, do que está por vim a chuva  de meteoros Orionids, que tem esse nome por causa dos meteoros aparentemente surgirem na constelação de Órion, mas esse mês também trás outras notícias, como por exemplo as mais novas descobertas a respeito de NEOs no ultimo mês.

Mas afinal, o que são NEOs?

Os NEOs (Near Earth Objects – Objetos próximos da Terra) e NEAs (Near Earth Asteroids- Asteroides próximos da Terra) são objetos que constituem uma população de milhares de corpos relativamente pequenos que possuem orbitas próximas a da Terra e que as vezes podem oferecer um certo risco a vida no planeta.  A passagem de NEAs nas cercanias da Terra é mais frequente do que se imagina, um exemplo disso é que diariamente 5 (cinco) toneladas de rochas vindas do espaço atingem a atmosfera terrestre, mas somente 1 (uma) tonelada chega a atingir o solo.

Atualmente muitas instituições fazem estudos a respeito desses nossos pequenos “vizinhos”, tal como a ESA (European Space Agency), NASA (National Aeronautics And Space Administration), dando destaque ao trabalho nacional onde temos o Observatório Nacional (ON) e seu projeto: IMPACTON um Observatório Astronômico do Sertão de Itaparica (OASI).

Abaixo segue as estáticas atuais sobre NEOs disponibilizadas pela agência espacial europeia.

Dados atuais sobre NEOs

Com a chegada do outono no hemisfério norte, a quantidade de NEOs descobertos no mês de setembro está aumentando, afinal nada melhor do que observar um céu noturno sem nuvens.

  • NEOs conhecidos até o momento: 18 738 asteroides e 107 cometas;
  • NEOs que estão na lista de risco: 768;
  • Quantidade de NEOs descobertos durante setembro: 173;
  • NEOs descobertos desde 1° de janeiro de 2018: 1282.

Curiosidades

Dez anos atrás, em 6 de outubro de 2008, Richard Kowalski, um observador do Catalina Sky Survey, entrou para história sendo a primeira pessoa a descobrir um NEO em curso colisão iminente com o planeta Terra, com o decorrer das horas centenas de observações astronômicas foram coletados por observadores de todo o mundo. O asteroide, foi rapidamente nomeado como 2008 TC3, caiu numa área desértica no norte do Sudão, tudo isso 20 horas apenas depois de ter sido descoberto.

Aproximações recentes

Dez objetos recém descobertos passaram bem próximos de nós no mês de setembro.

  • 2018 SM e 2018 RZ5 eram os dois que passariam mais próximos de nós, chegando a menos de 50 000 km da superfície da Terra. Ambos tinham cerca de 5 metros de diâmetro, e atingiram uma magnitude 14 durante suas aproximações.
  • 2018 RC foi o maior e mais brilhante NEO do mês de setembro.

Aproximações mais interessantes de setembro:


Edição:  Guilherme Fernandes de Sena – membro do Clube Mochileiros da Galáxia e da estação SMS1 de Sobral – CE.

REFERÊNCIAS
ESA-SPACE SITUATIONAL AWARENESS. Close approaches. Disponível em: <http://neo.ssa.esa.int/close-approaches>. Acesso em: 19 out. 2018.
EXOSS CITIZEN SCIENCE PROJECT. Atividade da chuva de meteoros orionids para 2018. Disponível em: <http://press.exoss.org/atividade-da-chuva-de-meteoros-orionids-para-2018/>. Acesso em: 19 out. 2018.
IMPACTON-OASI. Iniciativa de mapeamento e pesquisa de asteroides nas cercanias da terra no observatório nacional. Disponível em: <http://extranet.on.br/impacton/>. Acesso em: 19 out. 2018.
NEOS BASIC. cneos-center for near earth object studies. Disponível em: <https://cneos.jpl.nasa.gov/about/neo_groups.html>. Acesso em: 19 out. 2018.
SPACE.COM. Orionid meteor shower 2018 peaks this weekend with bits of halley's comet: what to expect. Disponível em: <https://www.space.com/42192-orionid-meteor-shower-2018-peaks-sunday.html>. Acesso em: 19 out. 2018.

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Gostou deste post? Ficaremos felizes com seu comentário