Nordeste recebe primeira estação EXOSS

São Luis no Maranhão inaugura cobertura nordestina da Exoss

Em meados de Julho a Exoss foi contatada pelo astrônomo amador Nordman Ribeiro, amante da astronomia, em especial astrofotografias. Nordman deu início a etapa de introdução de câmeras no nordeste Brasileiro, sendo a primeira estação de monitoramento de meteoros do estado do Maranhão; de lá para cá foram diversos testes até a finalização um equipamentro padronizado conforme a configuração padrão da rede e no último dia 05 os últimos testes e reparos ocorreram com êxito e o registro de um meteoro esporádico de magnitude  -1.

1Estação NRN1 em São Luis com seu primeiro registro de meteoro o vídeo pode ser conferido no link direto da galeria Exoss.

2Campo estelar da primeira captura da estação NRN1 em destaque: Lua a esquerda, Estrela Procyon no centro e Sírius a direita. Este recurso está disponível para todos os registros das câmeras Exoss e podem ser acessados na Galeria em nosso site.3

Tais recursos como localização no mapa (1), referências de campo angular e estelar (2) da nova estação no nordeste pode ser consultada clicando nos ícones ao lado em live.exoss.org

4

Estação NRN1 e sua respectiva área de cobertura (1); posicionamento dinâmico que sofre atualização conforme o associado realiza modificações de apontamentos e campo angular assim como registros longínquos de meteoros atualizados constantemente com a utilização de um software proprietário (ExossSync).

5

Mapa de referência estelar e campo de visão da câmera; recurso extra implementado pela Exoss no início de setembro funciona fulltime e mostra ao vivo a respectiva área celeste de cobertura da estação NRN1 mesmo que a mesma esteja off line. Este recurso estratégico permite a Exoss estimar eventos com antecedência e verificação se determinadas câmeras estarão com o campo de visão ajustados.

A recém inaugurada estação no Nordeste mostra o empenho da Exoss em levar a ciência cidadã a qualquer parte do país com o fomento de novas tecnologias que nos auxiliarão a entender um pouco mais sobre o nosso universo e em especial a dinâmica da formação de nosso sistema solar, observando seus remanescente, bastando apenas dedicação e esforço em união para desvendarmos cada vez mais as novidades de nosso céu.

Edição: Eduardo P. Santiago Imagens: Live.exoss.org

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Gostou deste post? Ficaremos felizes com seu comentário