Meteoradar na Costa Rica é único nas Américas

Sobre o espaço da Costa Rica chegar a cair um máximo até 700 a 800 meteoros por hora, em média, cerca de 9.000 meteoros por dia, de acordo com registros que realiza uma meteoradar instalado em uma fazenda experimental em Guanacaste sede da Universidade de Costa Rica (UCR), localizado no bairro de Limon, no condado de Santa Cruz.

O meteoradar foi financiado através de um acordo assinado entre a UCR e da Universidade de Western Ontario, no Canadá. A UCR é responsável por fornecer o terreno em que ele foi instalado e serviços de manutenção, eletricidade e segurança.

img_26670
Radar moderno está localizado na fazenda experimental de Santa Cruz, no bairro Guanacaste Limón cantão. (Foto: MANRIQUE VINDAS)

Além da ficha de dados sobre o número de meteoros, este radar moderno obtém informação importante do ambiente entre 80 e 100 km de altitude, utilizando como marcador do plasma o caminho gerado por meteoritos para entrar no planeta.

Ele também facilita a geração de mapas do céu que descrevem por que setor entram a maior quantidade de meteoros ou estrelas cadentes em um dia. Este meteoradar é único nas Américas, que monitora a zona equatorial do planeta e faz a análise da atmosfera, ventos e temperatura.

Os dados são instantâneos, porque a informação recolhida é processada a cada dez segundos e refletem a situação real, tanto para a comparação de mudanças ao longo um período de tempo.

Garbanzo Marcial Salas, um pesquisador da Escola de Física da UCR, que tem um mestrado em Ciências Atmosféricas e cursa um doutorado em física pela Universidade de Western Ontario desenvolve um projeto de pesquisa intitulado A implementação de um meteoradar para determinar a concentração de meteoros impactando a atmosfera sobre a Costa Rica e deduzir a temperatura e os ventos na mesosfera superior e baixa termosfera.

Colaborar na obra Dr. Walter Fernández Rojas UCR e Dr. Wayne Hocking UCR e da Universidade de Western Ontario, que é uma autoridade mundial em radar.

Fonte: Notícias dela Ciencia

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Qual sua opinião sobre este post? Deixe seu comentário.