Atividade da Chuva de Meteoros Perseidas 2018

A observação de eventos astronômicos nos céus sempre chamou a atenção da humanidade, um deles que encanta a todos são as famosas chuvas de meteoros.

Fig. 1: Cometa Swift-tutle em sua última passagem, em 1992. Sua próxima passagem se dará somente em 2126.

Neste mês de agosto, uma das mais famosas chuva de meteoros, estará riscando os céus de nosso planeta. Historicamente, esta chuva tem sido observada há mais de 2.000 anos, sendo seus primeiros registros originados da China. Desde 1871, através de cálculos do astrônomo Schiaparelli, é sabido que esta chuva está associada ao cometa 1862 III (109P/Swift-Tuttle), sendo a primeira chuva comprovadamente associada a um cometa.

Estamos falando das Perseids que iniciou seu período de atividade em 17 de julho e segue riscando os céus até 24 de agosto de 2017. Os moradores do hemisfério norte são os mais privilegiados, já que no hemisfério sul sua observação não é muito favorável.

Fig. 2: Chuva De Meteoros Perseids.

Neste ano seu pico ocorrerá  a partir do dia 12 de agosto, às 17 horas (Horário de Brasília) indo até as 5 horas da manhã do dia 13, sendo  visível para observadores no Brasil (embora em menor escala do que os habitantes do hemisfério Norte, que tem uma posição geográfica privilegiada para testemunhar este fenômeno).

A melhor visibilidade  da chuva para nós começará a partir da madrugada do dia 13/08, quando a constelação das Perseus se alçar aos céus de nosso País, nas regiões Norte e Nordeste depois de meia -noite, Centro-oeste a partir das 2 da manhã, e mais ao Sul depois das 3 manhã.

Para uma prazerosa observação, basta localizar a constelação de Perseu, sob o horizonte, e olhar para o céu a partir  da madrugada do período de pico. Abaixo colocamos diagramas do céu noturno por região brasileira: Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sul.

Fig. 3: Para observadores da região Norte do Brasil. Localização da Chuva Perseids, olhando na direção do quadrante Norte, na Constelação de Perseu, no dia 13/08 em torno da meia-noite o radiante estará nascendo. Fonte: Software Stellarium.

 

Fig. 4: Para observadores da região Nordeste. Localização da Chuva Perseids, olhando na direção do quadrante Norte, na Constelação de Perseu, no dia 13/08 em torno das 00h36min da madrugada o radiante estará nascendo. Fonte: Software Stellarium.

 

Fig. 5: Para observadores da região Centro-Oeste. Localização da Chuva Perseids, olhando na direção do quadrante Norte, na Constelação de Perseu, no dia 13/08 em torno das 2h20min da madrugada o radiante estará nascendo. Fonte: Software Stellarium.
Fig. 6: Para observadores da região Sudeste. Localização da Chuva Perseids, olhando na direção do quadrante Norte, na Constelação de Perseu, no dia 13/08 em torno das 4 h da madrugada. Fonte: Software Stellarium
Fig. 7: Para observadores da região Sul.  Localização da Chuva Perseids, olhando na direção do quadrante Norte, na Constelação de Perseu, no dia 13/08 em torno das 5 horas da madrugada. Fonte: Software Stellarium.

Muitos meteoros devem ser vistos na madrugada do dia 12 /13 de agosto, mas menos da metade das taxas previstas para o hemisfério norte, ainda assim, uma possível alta ocorrência de meteoros por hora, acima da usual, poderá ser testemunhada pelos brasileiros, pois a Lua nova favorece condições ideais para a observação desse chuveiro.

Para localizar aproximadamente a posição do radiante, abra e estique seu seus braços. O braço direito deverá apontar para a direção onde nasce o sol (você estará apontando aproximadamente para o leste), e o braço esq esquerdo vocês estará apontando para o lado onde o sol se põe. Na sua frente estará olhando para o norte. O radiante estará aproximadamente ao norte.

https://www.meteorshowers.org/

Fonte: https://www.meteorshowers.org/

Procure um lugar afastado da poluição luminosa, programe-se, para desfrutar de todo este show dos astros.

CURIOSIDADE

Atividade da Chuva de Meteoros Perseidas 2018

Edição: Harold Calixto de Albuquerque – Clube De Astronomia Mochileiros Da Galáxia

Revisão: Diego de Bastiani, Marcelo De Cicco

 

O projeto Exoss Ciência Cidadã é uma rede colaborativa com a participação de universidades e institutos de pesquisa no Brasil e no exterior, e com voluntários cidadãos como você, que também pode participar e ajudar a ciência brasileira.

Compartilhe esta notícia para seus amigos e ajude o projeto!

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Gostou deste post? Ficaremos felizes com seu comentário