Chuva artifical de meteoros no Japão

As Olimpíadas de 2016 nem começaram e os japoneses já estão com a programação da edição de 2020 em andamento.

E vejam que interessante: uma chuva de meteoros feita pelo homem como a peça central da cerimônia de abertura é apenas uma das maneiras que Tóquio se prepara para produzir a mais alta tecnologia em edição de Jogos Olímpicos até agora em 2020. De acordo com o pessoal do Futurism, o orçamento para os Jogos é provável que seja em cerca de US $ 18 bilhões, com o próprio evento dirigindo uma série de novas tecnologias, incluindo táxis automatizados e a chuva de meteoros artificial, que será fornecida por uma start-up japonesa de astronomia chamada Ale que pretendem lançar um micro- satélite ao espaço que vai atirar para fora milhares de pequenas esferas que vão queimar-se e brilhar na reentrada como um verdadeiro banho de meteorito.

Outra novidade para 2020 é um plano da Panasonic para trabalhar em um dispositivo de tradução instantânea. Embora existam 206 países a enviar atletas aos Jogos, o dispositivo que irá traduzir japonês em 10 das línguas mais faladas. A mesma empresa também está planejando um aplicativo que permite que os visitantes digitalizar sinais japoneses e traduzi-los instantaneamente. Não é incomum para o Japão de usar as Olimpíadas para mostrar a evolução da tecnologia. Durante os Jogos de 1964 em Tóquio, eles introduziram os trens-bala Shinkansen. Em 2020, a próxima geração terá uma velocidade máxima de 600 quilômetros por hora, apenas um pouco mais rápido do que Usain Bolt. Leia as outras inovações que eles planejaram aqui http://snip.ly/vqmep

FDFD

Fonte: The Journal ie

Tokyo-2020_v4

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Qual sua opinião sobre este post? Deixe seu comentário.