Atividade da Chuva de Meteoros Eta Aquariids 2018

eta aquariids
Chuva de Meteoros Eta Aquariids – Composição de aproximadamente 50 imagens contendo 26 rastros de longa exposição de meteoros com a lua iluminada em 17 % e a luz zodiacal no deserto de Pilbara, Austrália. © Colin Legg, 2013.

Eta Aquariids (ETA, chuveiro IAU número 31) é uma chuva de meteoros que ocorre de 19 de abril a 26 de maio de cada ano. Seu radiante está localizado na constelação de Aquário, próximo da estrela da constelação, Eta Aquarii. Seu pico ocorre, em geral, entre os dias 5 a 8 de maio e este ano a previsão de que sua atividade máxima ocorrerá no dia 06 de maio. Há menções desta chuva também com o termo Eta Aquaridas, mas o correto é a expressão em latim.

cometa halley
Cometa Halley, imagem de Edward Emerson Barnard, no Observatório Yerkes Observatory, Williams Bay, Wisconsin em 29 maio de 1910

ORIGEM DA CHUVA DE METEOROS ETA AQUARIIDS

Eta Aquariids é gerada por um cometa periódico, o Cometa Halley (1P/Halley), que foi descoberto pelo astrônomo e matemático Edmond Halley em 1696. Ele possui um período orbital de cerca de 75,3 anos e seu próximo periélio será no ano de 2061. A outra chuva relacionada ao Halley que ocorre em outubro são as Orionids.

O mais antigo registro da chuva de meteoros Eta Aquariids, remonta ao ano 401 e há também registros nos anos 839, 927, 934 e 1009, de nossa era. Os meteoros dessa chuva  são rápidos e produzem uma alta porcentagem de rastros persistentes mas poucos bólidos, oferecendo uma taxa que varia de 40 a 60 meteoros por hora  no momento de seu pico. 

ATIVIDADE DA CHUVA DE METEOROS ETA AQUARIIDS PARA 2018

Para a atividade da chuva de meteoros Eta Aquariids de 2018, a luz da lua após o período  de cheia interferirá na observação dessa chuva nos dias previstos de seus máximos.

Importante ressaltar que, particularmente, nesse ano há previsão de  4 sub-máximos:

  • no dia 03/05 às 15:11 hora de Brasília, portanto não visível em nosso território,
  • no dia 05/05, quando três picos podem ocorrer:
    • um às 02:49 da manhã e
    • os outros dois em torno  das 04:35 da manhã.  

Mesmo com a Lua atrapalhando nestes períodos, vale a pena passar a madrugada observando, pois é possível que haja uma atividade acima da usual.

Os sub-máximos mencionados acima referem-se a passagens anteriores do cometa Halley nas proximidades do Sol, nos anos de 164 A.C e 218 D.C. Portanto, as estrelas cadentes avistadas nestes 3 horários serão devido a possíveis fragmentos milenares de passagens antigas do referido cometa.
Embora a chuva possa ser vista em ambos os hemisférios terrestres, o hemisfério sul é o mais favorecido, recebendo uma taxa em dobro  de meteoros em relação ao hemisfério norte.
Cada meteoroide da chuva Eta Aquariid é um pedaço do cometa Halley. Se você não viu o cometa, poderá ver pedaços dele deixar rastros de fogo no céu.

Simulação da Eta Aquariid Fonte: Meteor Showers

A chuva de meteoros Eta Aquariids será visível em todo o Brasil. Portanto todas as cidades poderão ter a oportunidade de fazer esta observação, mesmo com a lua no céu. Mas é importante seguir algumas recomendações neste vídeo para boas chances de ver um meteoro


Neste video registrado na Austrália em 2017 é possível ver vários meteoros da chuva Eta Aquariids cruzando o céu do hemisfério sul, encantando a todos os observadores.

Fontes: IMO International Meteor Organization / AMS Meteors

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Gostou deste post? Ficaremos felizes com seu comentário