Atividade da Chuva de Meteoros Alpha-Centaurids

A chuva de meteoros é um evento astronômico que oferece aos amantes da astronomia um show gratuito de observação celeste sem a necessidade de instrumentos astronômicos, sendo necessário apenas um pouco de paciência e observar a região do céu onde terá a incidência da chuva e ficar em um local longe das cidades ou em locais sem poluição luminosa.

A Chuva de Meteoros Alpha-Centaurids oferecerá a todos aqueles que estiverem observando o céu nesse feriado de carnaval um belo espetáculo astronômico. Será observável entre os dias 31 Janeiro e 20 de Fevereiro deste ano com incidência máxima no dia 8 de Fevereiro. Vale lembrar que o período de incidência máxima deste ano será logo após a Lua Quarto Minguante que será favorável para observação noite adentro.

COMO OBSERVAR A CHUVA DE METEOROS?

Um observador do céu localizará a chuva de meteoros Alfa Centaurídeos, localizando primeiramente o sul geográfico e logo após a constelação do Cruzeiro do Sul. Após essa identificação, o próximo passo é localizar as duas estrelas mais brilhante logo abaixo do cruzeiro, a primeira menos luminosa é Beta do Centauro (Hadar) e a segunda mais luminosa é a Alfa do Centauro (Rigil Kent) cuja região localizará a chuva de meteoros. Essas duas estrelas fazem parte da constelação do Centauro (o ser mitológico híbrido em forma de homem e cavalo, possuidor de grande sabedoria e benevolência).

Em uma noite escura, sem nuvens e sem poluição luminosa a freqüência dos meteoros poderá ser de aproximadamente 6 ou mais meteoros por hora com velocidade em média de 58km/s.

Esse como tantos outros fenômenos celestes cativam a humanidades desde os tempos mais remotos, não importando a idade, sexo ou condição social ou territorial. A observação desses fenômenos além de ser visivelmente prazeroso, nos fornece dados cruciais para compreensão de nós mesmo, nosso sistema solar assim como também do Universo.

Fontes: Exoss, Calendário , IMO

Edição: Harold Calixto de Albuquerque, aluno de 1º Ano do ensino médio. Integrante do Clube de Astronomia Mochileiros da Galáxia – CAMG e membro da equipe da SMS Sobral Meteor Station.

Comentários

Comentários

Powered by Facebook Comments

Gostou deste post? Ficaremos felizes com seu comentário